terça-feira, setembro 24, 2019

Check list de um bom Vendedor



Depois de ministrar algumas workshop "Como criar e dirigir uma Equipa de Vendas" decidi criar um check list de um vendedor. Consegui caraterizar 28 situações que coloquei na lista.

PARA O CONTATO INICIAL COM O CLIENTE / ORGANIZAÇÃO E PREPARAÇÃO DA PRIMEIRA ABORDAGEM
1.     Preparação: - Antes do contato direto com o cliente, investiga pelo menos algo sobre a empresa, a pessoa e a atividade;

2.     Preparação: - Observa o escritório, instalações ou fabrica, decoração, diplomas, para encontrar algo coisas que tenha em comum, para servir de quebra-gelo;

3.     Preparação: -Tenta conhecer algo sobre os interesses pessoais, passatempos ou família do cliente (interlocutor);

4.     Preparação: - Prepara-se para escutar em 80% do tempo e falar só 20%;

5.     . Preparação: - Organiza-se para fazer uma abordagem simples e adequada dos negócios;

6.     Preparação: - Elabora perguntas sobre as metas, desafios, e a forma de estar do teu cliente e da sua empresa;

ANTES DA NEGOCIAÇÃO - PERGUNTAS

7.     Pergunta: - Se existe alguém além dele que possa estar incluído no processo de tomada de decisão?

8.     Pergunta: - Que requisito deverá ter um fornecedor para seja possível efetuar um fornecimento?

9.     Pergunta: - Se puder mudar qualquer cosa sobre o produto ou serviço do seu atual fornecedor o que mudaria?

CONVERSA COM O CLIENTES

10. Conversa: -  Faz perguntas abertas para perceber melhor o que o cliente realmente deseja?

11. Conversa: - Primeiro devem ser feitas perguntas gerais, para de seguida desencadear outras mais específicas que ajudem a descobrir as necessidades do cliente?

12. Conversa: -  Perceber quem, onde, para quê quando como haverá necessidade do cliente ter qualquer necessidade?

13. Conversa: -  Prepara algumas perguntas simples para efetuar ao cliente.
      Ex: “Fale-me sobre … “, “Descreva-me …”, “Explique-me …”
14. Conversa: -  Percebe quais as principais motivações de compra do Cliente?

LIDAR COM OBJEÇÕES

15. Objeções: -Escutar as objeções com muita atenção.

16. Objeções: - Organizar as respostas e transformá-las perguntas positivas. Devem ser efetuadas pausadamente de para que o cliente as compreenda.

17. Objeções: -  Tenta perceber se é de fato uma objeção ou é um pretexto. Tenta saber as razões específicas das objeções pois na sua maioria são pretextos!

18. Objeções: -Tenta reformular a razão da compra mantendo atitudes positivas.

19.  Objeções: -   Se perceberes a objeção deves preparar e responder de forma detalhada à objeção.

APRESENTAÇÃO – DEMONSTRAÇÃO

20. Apresentação: -  Fundamenta nas apresentações as ventagens do teu produto ou serviço para o cliente?

21. Apresentação: -  Enfatiza os benefícios! Muito mais que as características! Relaciona os benefícios com as necessidades do cliente?

22. Apresentação: -  Certifica-te que o cliente compreendeu os benefícios que apresentas-te!

FECHO DA VENDA

23. Fecho: -    Conseguiste que o cliente percebe-se os benefícios das soluções que apresentas-te, e que os mesmos foram bem identificados?
24. Fecho: -      Assume que a venda está feita e pede-lhe que faça a encomenda.
25.  Fecho: -    Provocaste o fecho da venda com as seguintes perguntas:
a.      Como e a quem devo entregar o produto?
b.     Vamos iniciar o serviço no dia ….
c.      Devo passar a fatura em nome de …

PÓS VENDA e ACOMPANHAMENTO

26.  Acompanhamento:- Agradecer a encomenda e acompanhar o processo de entrega

27.  Acompanhamento:- Se fizeste um bom trabalho, tenta obter cartas de referência, ou indicações para novos negócios ou clientes

28.  Acompanhamento:-  Tenta deixar uma porta aberta para contatos no futuro. Com a sugestão de visitas ou chamadas periódicas. Nota: nestas visitas ou chamadas tenta arranjar informação relevante que possa dar mais benefícios ao cliente, pois assim conseguirás mais vendas e fidelização. 

Armando Fernandes


quinta-feira, abril 11, 2019

Importância da Pontualidade



A falta de pontualidade é um dos factores para um decréscimo da produtividade.
Os profissionais do atraso demonstram que tem um fraco respeito pelos seus parceiros, não estão focados na eficácia e tem fracas competências na administração de tempo.
Não consegui informações estatísticas sobre a importância dos atrasos na produtividade nacional, e por isso decidi efectuar o seguinte exercício:
  • Imaginemos que temos marcada uma reunião de trabalho com 5 pessoas.
  • Cada uma tem um custo por hora de 20€.
  • A reunião começa 30 minutos depois, porque 3 pessoas chegaram atrasadas.
  • Verifica-se pois um atraso acumulado de 2h30m e por uma perda de 50€.
Imaginemos que este tipo de situação se verifica 3 vezes por semana, e contando com 47 semanas de trabalho por ano.
Teríamos atrasos acumulados de 117,5 (próximo de 3 semanas de trabalho de uma pessoa), e um custo de 2.350€.
Sr. Empreendedor sugiro-lhe que faça as suas contas e veja o tempo e os custos dos atrasos na sua empresa.
Uma pessoa que chega atrasada a um compromisso, reuniões ou trabalho demonstra uma falta de respeito pelo tempo das outras pessoas, mas também pelo seu próprio tempo.
Este problema é dramático e tem grande influência na eficácia das empresas.
Sr. Empreendedor deixo aqui algumas sugestões algumas sugestões para seja e torne a sua empresa mais pontual:
  1. Decida ser pontual. Pense e organize-se para estar a horas nos compromissos;
  2. Registe os seus compromissos na sua agenda, com a previsão do tempo de deslocação;
  3.  Organize-se para chegar um pouco mais cedo;
  4. Quando tiver de efectuar uma deslocação mais longa, programe algum do tempo considerando o imprevisto;
  5. Quando tem reuniões com os seus colaboradores seja o primeiro a chegar e lidere a reunião;
  6. Faça perceber aos seus colaboradores o custo de um atraso;
  7. Faça perceber que alguém que não pode manter compromissos na hora certa e não está habituado a manter esses compromissos está a prejudicar a empresa como colectivo.
  8. Implemente uma política visível de pontualidade;
Implementar uma politica de pontualidade é um esforço grande, pois passa por uma mudança de hábitos. Esta mudança de hábitos é difícil e só se consegue implementando rotinas de pontualidade, que devem ser repetidas até se tornarem num novo hábito “SER PONTUAL”.
Para realizar e desenvolver bons negócios é necessário estabelecer relacionamentos, criar compromissos, comparecer em reuniões (presenciais, telefónicas, etc.), se os fizermos na hora certa e formos pontuais seremos de certeza mais consistentes e teremos melhores resultados.
Armando Fernandes
Business Coach / Consultor de Negócios

quinta-feira, abril 04, 2019

AUTOEMPREGO OU EMPREENDEDORISMO



http://www.estufa.pt/torresinov-e/agendaver/pt/404/

Armando Fernandes irá dinamizar a Workshop a 9 de ABRIL - terça-feira | das 18h às 19h30
Local: Agência Investir Torres Vedras [Edifício CAERO | Rua António Leal Da Ascensão, Torres Vedras]

Muitas pessoas sonham com um novo projeto de vida profissional, outras são empurradas para criarem o seu próprio projeto!

Qual a solução:
- Criar o seu próprio emprego!
- Ou, tornarem-se empreendedores!

É neste quadro que o workshop "Autoemprego ou Empreendedorismo" será uma breve reflexão sobre os desafios para as decisões que iremos tomar!

Na sessão serão abordados os seguintes temas:
- Procuro ou crio o meu próprio emprego!
- Quero um trabalho ou um negócio?
- Como criar o seu próprio negócio?
- A armadilha do empreendedorismo!
- O segredo está na atitude!
- Como criar um negócio rentável?

Destina-se a:
- Pessoas que querem criar o seu negócio;
- Estudantes em fase final de ciclo escolar, antes de procurar trabalho;
- Pessoas que queiram refletir sobre o seu futuro profissional;
- Desempregados que queiram iniciar um negócio.

Esta temática será desenvolvida por Armando Fernandes, Business Coach/Consultor de Negócios.

Participação gratuita, sujeita a inscrição.

INSCREVA-SE AQUI!

+INFO: 925 204 267 ou pelo e-mail torres.inov-e@estufa.pt 

terça-feira, março 19, 2019

Gestão do tempo e qualidade de vida


 Não é curto o tempo que temos, mas dele muito perdemos. 

A vida é suficientemente longa e com generosidade nos foi dada, para a realização das maiores coisas, se a empregamos bem. 

Mas, quando ela se esvai no luxo e na indiferença, quando não a empregamos em nada de bom, então, finalmente constrangidopela fatalidade,sentimos que ela  passou...” (Séneca - “Sobre a brevidade da vida”)

.
O tempo não é elástico, não estica: quando se puxa de um lado, encolhe do outro. Assim, quanto mais tempo estivermos a trabalhar, menos tempo temos para nós, para a família e para os amigos. O tempo é uma entidade fixa: 24 horas serão sempre 24 horas!
Em suma:
- O tempo é o nosso recurso mais importante: não é inesgotável nem irreversível;
- Mais horas de trabalho não equivalem a maior produtividade;
- O tempo não estica, não é elástico: “puxando” de um lado, “encolhe” de outro.
Quando, no nosso dia-a-dia, tomamos atitudes que valorizem o nosso tempo, começaremos a ter maior qualidade de vida.
Tomar a consciência que gestão do nosso tempo é de vital importância para a nossa felicidade e dos que nos acompanham é fundamental.
Por isso devemos preparar-nos para por em prática técnicas para poupança de tempo, cumprir as nossas tarefas, reduzindo o stress e assim termos mais qualidade de vida.
Costumo realizar muitos seminários sobre Gestão do Tempo e o que tento ensinar são uma série de “truques” que nos podem ajudar a melhorar a sua gestão.
Por isso vou transcrever alguns dos “truques” ensino para melhorar a Administração do tempo:
1. Análise da carga de trabalho:
- Depois de ter estabelecido os seus objectivos pessoais, departamentais e da Empresa, pode organizar o seu trabalho. Efectue um registo diário do tempo que despende em cada tarefa (em períodos de 15 a 30 minutos), de seguida analise e prepare um plano de melhoria, se possível com o apoio de um Business Coach
2. Organização das tarefas:
- Defina prioridades. Faça uma lista de tarefas Urgente e de tarefas Importantes. Depois crie regras e cumpra-as.
3. Organização pessoal:
- Quando tiver de fazer um trabalho, deve preparar-se mentalmente para as tarefas que tem de realizar. Deve tentar descobrir forma de encurtar as tarefas, eliminar etapas quando possível. Assim o trabalho será mais fácil e rápido.
- Depois comece pela tarefa mais difícil e importante (evite a tentação de realizar as tarefas mais simples e fáceis, conseguirá uma melhor gestão do tempo e evitará a tendência para procrastinar).
- Dedique duas horas do seu tempo semanal para se reorganizar. Por exemplo nas duas últimas horas da próxima sexta-feira, organize-se como se fosse de férias.
4. Saiba dizer não:
- Nunca diga que "sim" a nenhuma tarefa ou actividade sem considerar o investimento do tempo. É necessário ter coragem para dizer que "não" a solicitações desnecessárias.
5. Melhore a forma com que lida com papéis;
6. Aprenda a fazer Reuniões;
7. Tenha uma atitude militante, leve a mal desperdiçar o seu tempo e seja intransigente para aqueles que subestimam o seu tempo;
8. Disfrute do seu tempo livre.
Armando Fernandes
Business Coach

terça-feira, março 05, 2019

A armadilha do empreendedorismo

A armadilha do empreendedorismo

De um inquérito efectuado pelo Eurostat em 15 países da União Europeia a empresários que criaram empresas no ano de 2002 e que ainda existiam em 2005, foram retiradas as seguintes conclusões sobre os motivos que levaram à criação das empresas:

 1. Ser o seu próprio patrão

 2. Ganhar mais dinheiro

 3. Procura de novos desafios

 4. Sair do desemprego

 5. Combinar o trabalho e a vida privada

 6. Satisfação no Trabalho

 7. Viver de uma fobia

 8. Ideia de novos serviços/produtos

 9. Possibilidade de ter a sua própria profissão

 10. Idade dos Filhos

 11. Tradição familiar


Com estes motivos é normal qualquer pessoa ter um ataque de empreendedorismo., e por isso tenta criar o seu próprio negócio. A partir desse dia a sua vida não vai ser a mesma.

Os espinhos do negócio


Segundo os dados do Eurostat, 78,3% das empresas europeias nascidas em 2001 desapareceram e das empresas criadas em 1998 passados 5 anos só sobreviveram 47,5%

 Em Portugal só sobreviveram 71,6% das empresas criadas em 1998 após dois anos de vida.

 Nos Estados Unidos todos os anos são criadas mais 1.000.000 de novas pequenas empresas, 40% não sobrevivem um ano, 80% não sobrevivem 5 anos, e destes outros 80% não sobrevivem mais de 5 anos. Isto quer dizer que só 1,6% das empresas sobrevivem mais de 10 anos.

Porque será que tanta gente quer realizar negócios e só uma pequena parte tem sucesso?

Será um mistério porque tanta gente investe o seu tempo, as suas energias, o seu capital, a sua vida para investir num negócio para falhar, ou então para ir sobrevivendo?

Onde é que está o segredo?

O segredo para o sucesso está no processo que desenvolveu o seu negócio, está na sistematização que transforma um pequeno negócio numa organização com um potencial de desenvolvimento de resultados.

Quando alguém toma a iniciativa de ser empresário assume o papel de 3 personagens:

1ª Empreendedor,

2ª  Gestor;

3ª  Técnico.


O problema é de facto saber qual a personagem que domina.

O negócio inicia-se e as diversas facetas normalmente são conflituosas.

Na primeira fase o empresário aplica 30% do seu tempo como empreendedor, 30% como gestor e 40% como técnico.

Passado alguns anos o empresário perde o espírito empreendedor e passa a ser simplesmente 25% gestor e 75% técnico, começa então a caminhar para o abismo e alimentar as estatísticas de empresas a encerrar.

Para ter sucesso e expandir o negócio o empresário tem de dar preponderância à sua personalidade como empreendedor, e procurar novos clientes, novos negócios, novos mercados e melhorar a sua produtividade.

A maioria dos empresários tem dificuldade em conseguir assumir novamente a personalidade de empreendedor, pois tem que sair da sua zona de conforto. Por isso o apoio e treino prestado por um profissional especializado em ajudá-lo poderá ser a forma mais rápida e eficaz para conseguir obter mais e melhores resultados

Sr. Empresário: trabalhe estes conselhos, se tiver necessidade de falar e esclarecer algum conceito inscreva-se numa sessão de coaching, numa das próximas quintas-feiras. Terei muito gosto em esclarecê-lo e ajudá-lo!

Armando Fernandes
Business Coach / Consultor de Negócios


terça-feira, fevereiro 05, 2019

Frases que me inspiram

"A esperança não é um sonho, mas uma forma de tornar os sonhos realidade". - L.J. Cardina Suenens

"O sucesso é de 10 por cento de inspiração e 90 por cento transpiração". - Thomas Edison

"As asas dão maior ascensão contra o vento, não com ele." - Winston Churchill


"Os sonhos são apenas tolices para aqueles que não os possuem." - Peter Reese.

"As grandes coisas não são feitas por impulso, mas por uma série de pequenas coisas, todas juntas. "- Vincent van Gogh

"Um passo - escolher um objectivo e cumpri-lo - muda tudo." - Scott Reed

"Não meço o sucesso de um homem por quão alto ele sobe, mas quão alto ele salta quando está no fundo. "- George Patton

"A diferença entre uma pessoa de sucesso e os outros, não é falta de força, nem de conhecimento, mas falta de vontade."- Vince Lombardi

"Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que vimos quando retiramos os olhos do nosso objectivo. "- Henry Ford

"O sucesso é atingido por aqueles que se atrevem a agir. Raramente atinge os que estão sempre com medo das consequências."- Jawaharlal Nehru